Pesquisa Grátis
Esta é a forma mais fácil de encontrar o que você procura neste site.

Manual Didático Jogos de Alfabetização Jogo da Trinca

Manual Didático Jogos de Alfabetização Jogo da Trinca

 Tipo de Jogo: 

Jogos de análise fonológica

   Quais são os objetivos de jogos de análise fonológica?

- Compreender que para aprender a escrever é preciso refletir sobre os sons e não apenas sobre os significados das palavras.
- Compreender que as palavras são formadas por unidades sonoras menores.
- Desenvolver a consciência fonológica, por meio da exploração dos sons iniciais das palavras (aliteração) ou finais (rimas).
- Comparar as palavras quanto às semelhanças e diferenças sonoras.
- Perceber que palavras diferentes possuem partes sonoras iguais.
- Identificar a sílaba como unidade fonológica.
- Segmentar palavras em sílabas.
- Comparar palavras quanto ao tamanho, por meio da contagem do número de sílabas


Jogo da Trinca

   Objetivos Didáticos: 

- Compreender que as palavras são compostas por unidades sonoras; 
- Perceber que palavras diferentes podem possuir partes sonoras iguais, no final; 
- Desenvolver a consciência fonológica, por meio da exploração de rimas; 
- Comparar palavras quanto às semelhanças sonoras. 

  Público-alvo: 

Alunos em processo de alfabetização, que precisam perceber que a palavra é constituída de significado e seqüência sonora e que precisam refletir sobre as propriedades sonoras das palavras, desenvolvendo a consciência fonológica. 

   Sugestões de encaminhamento: 

O professor deve ler em voz alta as regras do jogo e discutir com os alunos sobre como ele funciona, à medida que lê. Durante o jogo, caso existam dúvidas quanto às regras, o docente pode ler novamente o texto, mostrando aos alunos que é necessário compreendermos e aceitarmos as regras. Esse procedimento contribui para uma melhor interação entre as crianças e para que elas se familiarizem com este gênero textual: instruções de jogos. 
Para facilitar a a compreensão das crianças, aqui também é possível, antes do início do jogo, fazer uma rodada“de treino coletivo”. Nessa situação, as cartas das duas grandes equipes formadas pela turma (metade da turma, em cada) são expostas, a cada vez, de modo que se possa discutir se vale a pena: 1) pegar a carta descartada pelo jogador anterior, ou 2) apostar a sorte nas cartas emborcadas no centro da mesa, sempre com o intuito de formar uma trinca. 

  Dicas ao professor: 

Esse jogo leva o aluno a observar que a palavra é composta por segmentos sonoros e que esses podem se repetir em palavras diferentes. Essa é uma descoberta essencial no percurso de apropriação do sistema alfabético pelo aprendiz: o que notamos (representamos) no papel são os segmentos sonoros das palavras, ou seja, para escrever, precisamos centrar a atenção nesses segmentos.Outro aspecto interessante nesse jogo é que, como as fichas utilizadas apresentam figuras e seus nomes correspondentes, é possível que os alunos comecem a observar que palavras que têm o mesmo som inicial também apresentam as mesmas letras no início da palavra. Dessa forma, enquanto os alunos refletem sobre os segmentos sonoros das palavras também são estimulados a refletir sobre a sua forma escrita, podendo, inclusive, serem levados a realizar o registro do nome das figuras presentes nas cartelas. O jogo possibilita, então, um significativo trabalho com alunos em estágios mais avançados de escrita. Cabe ao professor, caso o deseje, sistematizar tal reflexão, comparando as palavras coletivamente, ao escrevê-las no quadro, ou ao utilizar as fichas em outras atividades de reflexão fonológica. 


Trinca Mágica (Cartela do aluno) 

Meta do Jogo: 

- Ganha quem formar uma trinca de cartas contendo figuras de palavras que rimam. 

Jogadores:

Composição: 

- 24 cartas com figuras (8 trincas de cartas contendo figuras de palavras que rimam) 

Regras: 

- Cada jogador recebe 3 cartas e o restante delas fica num “monte”, no centro da mesa, com a face voltada para baixo. 

- Decide-se quem irá começar a partida por meio de lançamento de dados ou “zerinho ou um”. 

- O primeiro jogador inicia, pegando uma carta e descartando outra. 

- O jogador seguinte decide se pega a carta do monte ou a carta deixada pelo jogador anterior. No caso de fazer essa última opção, só poderá retirar a última carta jogada no morto e não as que estiverem abaixo dela, no monte. 

- O jogo prossegue até que um dos jogadores faça uma trinca com 3 cartas de figuras, cujos nomes rimam. 

Repertório de palavras usadas no jogo: 

PASTEL/ANEL/PINCEL/JANELA/PANELA/FIVELA, 

PATO/RATO/GATO, AVIÃO/LEÃO/MAMÃO, 

CANETA/CHUPETA/BORBOLETA, COLA/MOLA/BOLA, 

FOGUEIRA/MAMADEIRA/CADEIRA, PENTE/DENTE/PRESENTE

Esse material foi retirado da Plataforma do Letramento. Você pode ver esse e outros jogos no Manual Didático Alfabetização e Letramento

Outras sugestões de jogos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Complemente esta postagem com suas sugestões. É sempre muito interessante enxergar outras formas de aplicação de determinada proposta ou os muitos pontos de vista de nossas leituras e reflexões.
Esperamos ansiosos sua colaboração!

Fãs Ideia Criativa

Seguidores do Ensino Fundamental

Google+ Badge

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...