Pesquisa Grátis
Esta é a forma mais fácil de encontrar o que você procura neste site.

18 Jogos Pedagógicos com Cartas de Baralho

Projeto Alice no País das Maravilhas - Jogos com Cartas

Olá colega!

Quando realizei o projeto Alice no País das Maravilhas fiz uso de alguns jogos de cartas para trabalhar as operações adição, subtração socialização. etc... Por isso achei interessante compartilhar as ideias com você e procurar algumas outras que possam agregar ao seu fazer pedagógico.

Eu utilizei alguns destes do ARTIGO 14 JOGOS DE BARALHO PARA FAZER COM SEUS FILHOS o qual recomendo. Estão todos com objetivos e ilustrações
18 Jogos Pedagógicos com Cartas de Baralho
IMAGEM DO SITE Lifestyle Howstuffworks
OUTROS JOGOS:

JOGO DO 21:


Participantes:

O 21 pode ser jogado por 03, 04, 05 e até 12 jogadores, sendo 08 o número ideal de participantes.

b) Baralho:

Dependendo do número de jogadores poderão ser utilizados um ou dois baralhos comuns de 52 cartas cada um dos quais eliminam-se os curingas.

c) Valor:

As cartas tem como valores seus números de face, por exemplo: - o 2 vale dois, o 3 vale três, o 4 vale quatro e assim por diante. Rei, Dama e Valete valem dez e o Ás pode valer um ou onze de acordo com o que combinarem previamente os jogadores.

d) Objetivo:

O objetivo básico do jogo é fazer 21 pontos com as cartas que receber ou o maior número de pontos possíveis sem ultrapassar 21 pontos.

Regras: 
 
Um participante embaralha as cartas do baralho e sem proceder nenhum corte distribuirá três cartas de maneira fechada para cada jogador, inclusive para si próprio, a começar pelo primeiro jogador à sua esquerda.
O restante das cartas deverá ficar no centro da mesa.
Os jogadores não poderão mostrar suas cartas para os demais jogadores.
Um participante abre uma carta das que estão no centro da mesa.
Cada um dos jogadores, após olharem suas cartas, verificam se elas e mais a que foi aberta na mesa somam 21 pontos.
Caso isso aconteça, as cartas usadas para fazer os 21 pontos deverão ficar ao lado do jogador.
Outras cartas deverão ser distribuídas aos jogadores e mais uma aberta na mesa.
Todas as vezes que alguém fizer os 21 pontos as cartas usadas devem ficar ao lado do jogador que conseguiu os pontos.
O jogo continuará assim até que todas as cartas do baralho tenham sido distribuídas.
Ganha o jogo que fizer mais vezes os 21 pontos.

Em seguida o professor questiona se as regras estão todas compreendidas e propõe que o grupo jogue o 21.

Após algum tempo, o professor propõe que a turma faça uma análise do jogo e o que puderam aprender com ele. 
Disponível em : Portal do MEC -As quatro operações através de jogos matemáticos- Professora Mirian Chaves Carneiro

JOGO  - COMPARANDO QUANTIDADES

Sugerimos um jogo que possibilite às crianças compararem quantidades existentes em cada numeral. Faça uma roda de conversa inicial, para explicar as regras do jogo. Cada dupla receberá uma quantidade de cartas numeradas de dois a dez, com quatro cartas de cada numeral. Caso utilize o baralho, lembre-se de retirar as cartas com figuras e os curingas. Professor/a sugerimos que escolha uma dupla para demonstrar à turma como jogar. Veja as regras abaixo:
1- Os/As jogadores/as decidem através do par ou ímpar quem inicia o jogo;
2- Todas as cartas devem ser distribuídas em igual quantidade para cada jogador/a;
3- Sem olhar suas cartas, cada jogador/a forma um monte na sua frente com as suas cartas viradas para baixo;
4- Os/As jogadores/as combinam um sinal, e os dois jogadores imediatamente viram as primeiras cartas de seus respectivos montes. O/A jogador/a que virar a carta maior leva as duas.
5- O jogo termina quando as cartas acabarem.
6- Vence o jogo aquele/a que, ao final do jogo, tiver o maior número de cartas.

JOGO - TAPÃO

Material: cartas de baralho

Local: sala de aula, pátio ou quadra

Na seqüência das atividades o(a) professor(a) poderá ensinar o jogo do “tapão”. Esse jogo tem como característica marcante a dinamicidade e costuma causar grande euforia nas crianças.

Depois de embaralhadas e distribuídas todas as cartas, cada criança faz um monte com suas cartas, com as faces voltadas para baixo. A criança que começar a jogar deverá puxar a carta do topo de seu monte, colocar no centro da mesa e falar claramente “Ás”. A criança seguinte faz o mesmo, porém dizendo “Dois” e assim por diante até chegar ao “Rei”. Nesse momento recomeça-se a contagem do “Ás” novamente. Quando, por coincidência, a carta jogada coincidir com a carta falada, as crianças devem colocar rapidamente as mãos sobre o monte de cartas no centro da mesa. A última criança a colocar a mão pega todas as cartas da mesa e as coloca junto de seu monte, na parte inferior. Em seguida, esta mesma criança recomeça a contagem. O jogo prossegue até que um jogador consiga terminar todas as cartas do seu monte e conseqüentemente vencer o jogo.    Disponível em : Portal do MEC - Jogando Cartas - Professor Luciano Silveira Coelho

JOGO - BARALHO INTELIGENTE

MATERIAL:

288 cartas de 4cm x 7 cm , contendo 144 com operações desejadas e 144 com os resultados.
48 cartas para cada grupo de 4 alunos.

Em cartolina recortam-se 48 cartas para cada grupo de três ou quatro jogadores: 24 com as operações desejadas e 24 com os resultados. Para as séries iniciais, as operações serão de adição e de subtração, dependendo do conteúdo ou do nível dos alunos, as cartas poderão conter operações de multiplicação e divisão, mais simples ou mais complexas, bem como outros conceitos matemáticos, dependendo do nível da turma.

PROCEDIMENTOS:

No centro da mesa, colocam-se as 24 cartas, viradas para baixo, formando montinhos contendo os resultados.
As outras 24 cartas contendo as operações serão divididas entre os participantes .
Cada aluno desvira uma carta da mesa. Encontrando a resposta certa para uma das cartas que tem na mão, forma com ela um par e ganha um ponto, se a resposta não corresponder a nenhuma das operações contidas em suas cartas, recoloca a carta no centro da mesa, com o resultado para baixo, reiniciando, desse modo, um segundo monte, e passa a vez para o companheiro.
Se o aluno comprar a carta com o resultado 8, por exemplo, e formar um conjunto com a carta 11 – 4, o resultado estará errado e ele perderá um ponto.
A conferência dos resultados e a marcação dos pontos será feita numa ficha, pelos próprios alunos.

LIPITIPI®. Artigo criado por Gi Barbosa em . Atividades pedagógicas para turmas de 1° ao 5° ano Atividades e planos de aula para professores do Fundamental I. Classificação: 5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Complemente esta postagem com suas sugestões. É sempre muito interessante enxergar outras formas de aplicação de determinada proposta ou os muitos pontos de vista de nossas leituras e reflexões.
Esperamos ansiosos sua colaboração!

Fãs Ideia Criativa

Seguidores do Ensino Fundamental

Google+ Badge

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...